Cidade Empreendedora: Imbituba adere ao projeto que visa o desenvolvimento dos municípios

Iniciativa do Sebrae, o programa tem mais de 20 soluções para o Poder Público e a sociedade

O Sebrae/SC, como um organismo de apoio para pequenos empreendedores, tem o objetivo de criar um ambiente favorável aos pequenos negócios. Para isso, desenvolveu e disponibiliza o programa Cidade Empreendedora, através do qual visa transformar a realidade de cidades catarinenses que estejam dispostas ao desafio da parceria. A Administração Municipal de Imbituba manifestou essa disponibilidade e, a partir deste mês, passa a aplicar a metodologia do Cidade Empreendedora.

O programa foi criado para o desenvolvimento do município como um todo, oferecendo desde soluções para a gestão até benefícios para micro e pequenas empresas existentes e oportunidades para a abertura de novos negócios. Trata-se de um programa-padrão do Sebrae, mas também flexível de acordo com a realidade e necessidade de cada prefeitura. No caso, os atores do desenvolvimento são o prefeito, secretários e outros agentes do Poder Público junto aos cidadãos.

Quem explica é a consultora do Sebrae/SC Sul, Juliana Ghizzo: “A prefeitura assinou o termo de adesão e optou pela modalidade Premium, que engloba mais de 20 soluções, como a ação Educação Empreendedora, que atenderá as escolas de ensino fundamental. Também implantará a Sala do Empreendedor, com o objetivo de desburocratizar e agilizar o processo de registro de empresas, além de ações de capacitação e orientação a empresas de Imbituba”.

A exemplo do município de Tubarão, o qual, em 2017, já implantou o Cidade Empreendedora e suas soluções, Imbituba também terá diversas atividades ao longo dos próximos meses para alavancar o seu desenvolvimento. O programa tem duração de dois anos e deve ser concluído em dezembro de 2020. Uma das primeiras ações será uma reunião de alinhamento com as Secretarias.

“Precisamos do envolvimento e comprometimento dos Secretários de Governo e de suas equipes para garantir a aplicabilidade das ações e resultados para o município”, destaca Juliana.

Ela também adianta que depois, paralelo a esta fase inicial, será organizado o lançamento oficial do Cidade Empreendedora para o município de Imbituba, um evento aberto à comunidade. A data será definida em breve.

A visão do município

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Imbituba, Carina Ferreira, ressalta que o futuro do desenvolvimento econômico de um município depende de um contexto do meio empresarial. “Então, a nossa ideia é provocar na sociedade esse movimento de atitudes mais empreendedoras, mais voltadas ao desenvolvimento sustentável da cidade”, declara.

Carina fala, ainda, sobre a importância de buscar construir dentro do Poder Público uma gestão de qualidade eficaz e com inovação. Segundo ela, o Poder Público precisa desburocratizar para que possa contribuir para o crescimento do meio empresarial, a fim de que este meio tenha melhores condições para o impulsionamento da economia local.

A secretária também acredita que o Cidade Empreendedora tem a possibilidade de colaborar com a sociedade e a Administração Municipal, fazendo essa mediação através das diversas soluções que ele propõe.

“Na minha visão, duas vertentes são as mais fortes, que é a questão da preparação da gestão pública para que ela seja mais eficaz e menos burocrática. A outra é a questão de preparar um local propício ao empreendedor, não só quem quer abrir um negócio, mas também quem já têm o seu negócio, que é a chamada Sala do Empreendedor. Vejo com bons olhos e como um ambiente onde ele possa se sentir mais seguro e mais preparado para o mercado. Tem, ainda, a questão do trabalho com crianças em situação de vulnerabilidade social, também acredito que seja um projeto de bastante valor”, avalia Carina.

Destaques
Arquivo
Tags de Notícias