top of page

“REFLEXÕES NECESSÁRIAS”

O atual momento político pré-eleições do segundo turno da majoritária Federal, nos leva invariavelmente a refletir e a avaliar sobre as perspectivas de futuro do nosso País. Temos a nosso favor, a possibilidade ímpar de comparar os Planos de Governo, as propostas dos Modelos de Desenvolvimento Sócio Econômico, bem como as práticas de melhorias na gestão pública.


No Modelo atual, tivemos a possibilidade de vivenciar a implementação de políticas de Desenvolvimento Sócio Econômico, com viés Liberal, notadamente com avanços em Projetos de Concessões, Desregulamentações, Reformas Estruturais, potencializando um ambiente com maior estabilidade e previsibilidade, proporcionando condições adequadas para fomentar e atrair investimentos, geração de emprego e renda.


Diante do cenário da imensa crise sanitária Mundial, foram adotadas, com êxito, medidas que possibilitaram a retomada da atividade econômica, bem como, para mitigar os impactos negativos em nossa cadeia logística, na garantia de abastecimento de produtos e insumos.


Os avanços na implementação de medidas e ações de Governança e Compliance, na Estrutura de Governo, possibilitou a menor exposição a eventuais ações de desvio de conduta, e maior eficiência na prestação de serviços. Em consequência, verifica-se melhor resultado nas Contas Públicas.


Os resultados observados atualmente, se contrapõem as práticas adotadas em passado recente, que priorizou um Modelo que enfatiza uma maior presença e intervenção do Estado, e leniência insustentável relativamente a facilitação da Corrupção. O que seria um indesejável retrocesso. Nosso posicionamento é claro, no sentido da orientação para o cerceamento destas práticas.


O País precisa se dar a chance, de prosperar, pela continuidade do modelo atual de gestão competente do que é propriedade do povo brasileiro. A criação de riquezas, sem esquecer a responsabilidade com a inclusão social, torna-se, a nosso ver, a principal motivação das Políticas ora implementadas.


Por último, mas não menos importante, convocamos a todos, ao exercício do sagrado direito ao voto. Os índices de abstenções precisam ser revertidos.

Diretoria da Associação Empresarial de Imbituba – ACIM

Antonio Carlos Bandeira Guimarães Filho

Presidente






Comments


Destaques
Arquivo
bottom of page