Entidades apresentam sugestões de ações ao Prefeito


As entidades Observatório Social de Imbituba – OSB-Imbituba, Associação Empresarial de Imbituba – ACIM, Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Imbituba, Ordem dos Advogados do Brasil – OAB seccional de Imbituba e Cáritas Diocesana de Imbituba, nesse momento atual de aumento da crise e de preocupação com o possível agravamento do cenário sanitário, social e econômico, entregaram na última quinta-feira, dia 18, ao Prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior um ofício com sugestões de ações e medidas que julgam necessárias e dentro do alcance do poder público para serem efetivadas..


A situação é dramática em todos os aspectos, sendo que todas as preocupações são absolutamente legítimas. Na questão econômica, a iminência de uma decisão de fechamentos pela necessidade de conter a circulação e novos contágios afeta fortemente o sustento de famílias, de empresas, empregos e recolhimento de tributos, com consequências insuportáveis para muitos, explica o Presidente da ACIM, Adilson Silvestre.


Para o presidente do OSB-Imbituba, Moacir Vinci, se faz necessário externar uma postura propositiva, antevendo e precavendo possível cenário mais difícil, além de levar propostas exequíveis ao poder público, trabalhar pela coesão social, promovendo a pacificação dos humores e emocional das pessoas.


Com as sugestões apresentadas, esperamos colaborar no enfrentamento e superação da crise sanitária e seus efeitos econômicos e sociais, promovendo a proteção de todos os legítimos interesses envolvidos de uma sociedade que é plural, mas é uma só, e que assim sendo, cada um somente estará seguro quando todos estiverem seguros e amparados, finaliza o presidente Adilson.


Leia abaixo a integra das sugestões apresentadas:

  • Adiamento da cobrança do IPTU para todos os contribuintes, em caso de suspensão das atividades econômicas;

  • Adiamento da cobrança da taxa de lixo para os contribuintes empresariais e/ou concessão de desconto proporcional aos dias de suspensão das atividades econômicas;

  • Auxílio financeiro às empresas com disponibilização e acesso a mais linhas de crédito com juros zero e carência de pagamento, ampliação em 10 vezes os recursos que já foram disponibilizados, aumentando o número de empresas beneficiadas;

  • Reforço nas ações de assistência social, principalmente na distribuição de cestas básicas aos mais vulneráveis, bem como reforço nos Kits de merenda escolar para todos os alunos da rede pública municipal de ensino, ainda que estejam em regime de atividades remotas;

  • Adiamento de novos investimentos em obras e melhorias durante o período de crise, com redirecionamento de alocação de recursos orçamentários para o enfrentamento da crise sanitária;

  • Direcionar os recursos orçamentários para pagamento das vacinas encomendadas em consórcio com a FECAM e para aquisição de insumos ambulatoriais (seringas, algodão, álcool etc) e contratação emergencial de equipes complementares para execução de um plano municipal de vacinação em massa;

  • Montagem de um hospital de campanha no próprio São Camilo, com ampliação dos leitos de UTI e de pré-atendimento, além da contratação de mais profissionais, mantendo-se a estrutura montada em caráter permanente no hospital ao contrário das estruturas provisórias;

  • Realizar ampla testagem, identificação e isolamento dos casos positivados e seus contatos estabelecendo estratégia de rigoroso acompanhamento destes casos para interromper a disseminação de novos contágios a partir destes pacientes; utilizando-se de sistema de monitoramento eletrônico, via QR Code para identificação e notificação dos casos positivos;

  • Retomar o atendimento médico normal nas ESF’s, bem como a retomada dos exames de baixa e de alta complexidade possibilitando o atendimento e a manutenção da saúde da população em outras doenças.

  • Empregar a ação de fiscais de postura e de agentes comunitários de saúde para garantir o isolamento e acompanhamento da população positivada até sua completa recuperação;

  • Cancelar a nomeação para ocupantes de cargos em comissão ou gratificação, como forma de redução das despesas e redirecionamento para os investimentos necessários na compra de vacinas e na ampliação da fiscalização de irregularidades, principalmente no tocante as aglomerações e festas clandestinas.

O Prefeito Rosenvaldo agradeceu o apoio, o empenho e a maneira propositiva das entidades e se comprometeu em avaliar com sua equipe a possibilidade de adoção das sugestões. A entrega do documento foi realizada diretamente ao Prefeito pelo presidente do Observatório Social, Moacir Vinci e pelo Executivo da CDL, Sérgio Martins, para evitar aglomerações desnecessárias.




Destaques
Arquivo
Tags de Notícias