Facisc repudia aumento de impostos sobre os combustíveis


A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina, Facisc, que tem como uma de suas principais bandeiras a redução dos impostos, considera inaceitável o aumento dos impostos que começa a valer a partir de hoje, 21/7, sexta-feira. O Governo elevou tributo sobre combustíveis. A alta foi de R$ 0,41 por litro de gasolina e de R$ 0,21 por litro de diesel começa a valer nesta sexta (21). Medidas vêm após arrecadação abaixo da esperada e visam cumprimento da meta fiscal.

Para o vice-presidente da Indústria da Facisc, André Gaidzinski, este aumento decepciona a classe empresarial, mas também a sociedade como um todo. “Lamentamos este aumento. Fazia tempo que não tínhamos um aumento direto de imposto. Aumentar e incluir o etanol impacta em todos os consumidores. Foi uma forma encontrada por eles para não ter que passar por aprovação, mas que trará o aumento em cascata e no aumento da inflação”, destaca.

Este aumento também acende uma alerta na classe produtiva. “Temos que ficar atentos a outros aumentos de impostos que esta medida poderá trazer. O Governo vai se sentir à vontade para subir outros tributos”. Gaidzinski ainda alerta para a questão do retorno dos impostos. “Já pagamos bastante e não temos retorno. Precisamos é cobrar para que isto aconteça e não podemos tolerar mais aumentos”.

Destaques
Arquivo
Tags de Notícias