Imbituba do Futuro: queda do PIB preocupa empresários

A pouca diversificação de segmentos geradores de emprego trava a economia local e Imbituba está em busca de novos investidores. Assunto será debatido na mesa redonda “Imbituba do Futuro”, no próximo dia 25, às 19h no Praia Eventos

Ocupações em Imbituba (2014) Fonte: RAIS

O mercado está atento à queda do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que no primeiro trimestre de 2019 houve um recuo de -0,2% em relação ao quarto trimestre de 2018. O relatório Focus do Banco Central, com dados de instituições financeiras, reduziu a expectativa do PIB de 2019 de 1,13% para 1%.

Os empresários de Imbituba estão preocupados com a economia local, afinal desde janeiro até abril, apenas 11 vagas de emprego foram abertas em Imbituba, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged. Os maiores empregadores do município são os setores de comércio e serviços (29%), trabalhadores especializados da produção (24%) e trabalhadores de serviços administrativos (19%), de acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2014. Enquanto isso, trabalhadores da indústria representam apenas 2,6% do total.

O presidente da Associação Empresarial de Imbituba, Adilson Silvestre, destaca que a dependência de poucos geradores de renda, dificulta o crescimento em tempos de desafios econômicos. “Os três segmentos empregadores estão baseados na prestação de serviços, o que não produz novas riquezas, apenas mantém o dinheiro circulando. Na recessão as pessoas ficam mais cautelosas e gastam menos, assim o comércio tem amargado resultados negativos. De acordo com o IBGE as vendas no varejo caíram 0,6% no mês de abril em todo o país. É o pior resultado para o período desde 2015”, comenta.

Mas os empresários estão confiantes na possibilidade de atrair novos negócios para Imbituba. “Esta campanha – Imbituba do Futuro: + Indústrias, + Empresas, + Emprego - que iniciamos em dezembro do ano passado é uma motivação para que o mercado e grandes empresários vejam que temos mão de obra disponível na cidade e que precisamos de empresas especialmente no segmento industrial, que são grandes empregadoras e fontes de arrecadação para o município para reconfigurar a nossa economia e diversificar os negócios”, destaca o presidente da ACIM.

Tema será pauta de evento regional

Este será um dos temas a serem debatidos na Mesa Redonda Imbituba do Futuro, dia 25 de junho, terça-feira, às 19h no Praia Eventos. O objetivo é discutir como toda a cadeia produtiva da região sul de Santa Catarina pode ser impulsionada a partir da cidade portuária. A participação é gratuita e aberta ao público.

Foram convidados para participar da mesa redonda Adilson Silvestre, Presidente da ACIM; Rosenvaldo Júnior, Prefeito de Imbituba; Jonny Zolauf, Presidente da FACISC; Mario Cezar de Aguiar, Presidente da FIESC; Moacir Dagostim, Presidente da ACIC - Criciúma; Edson Martins Antônio, presidente da ACIT – Tubarão; Cláudio Zoch, Procurador do Estado de Santa Catarina; Roberto Luiz Rodrigues, Presidente da Câmara de Vereadores; e Gean Fermino, consultor e representante da UNISUL, além de outros gestores e empresários que já confirmaram presença.

Está previsto um espaço de 1h para debate com a plateia e ao final será servido um coquetel. A ACIM solicita que os interessados possam confirmar presença pelo telefone 3255-1415 ou no link até o dia 24/06.

Serviço: Imbituba do Futuro: mesa redonda

Data: 25/06/2019, terça-feira

Local: Praia Eventos, Rua do Praia, s/n, Centro – Imbituba

Hora: 19h

Confirmação de presença: por telefone 3255-1415 ou on-line via link