Porto de Imbituba faz história e bate recorde operacional em março


Um Porto de fácil acesso, de imensa retroárea e de recordes. A marca de 592.600 toneladas movimentadas no mês de março entra para o livro dos recordes do Porto de Imbituba como maior volume mensal de sua história. O resultado divulgado pela SCPar Porto de Imbituba, estatal que administra o Porto, mostra ainda um crescimento de 28% em relação a março de 2018 e de 20,5% no acumulado do primeiro trimestre de 2019, comparado ao mesmo período do ano anterior.

Nos três primeiros meses do ano passaram pelo Porto 63 navios e mais de 1,3 milhão de toneladas. As principais cargas movimentadas em Imbituba foram os contêineres, a importação de coque de petróleo e do sal e a exportação de milho e de soja.

Em relação à balança comercial, a exportação liderou as operações no primeiro trimestre, com 46% do total movimentado, seguida das importações, com 37,4%. Os demais 16,6% ficaram para a cabotagem, navegação na costa brasileira.

“Este resultado é fruto do trabalho que a comunidade portuária de Imbituba, através dos operadores, arrendatários, agências marítimas, entidades empresariais e públicas, órgãos intervenientes, Autoridade Portuária e o Governo do Estado de Santa Catarina vêm fazendo em parceria, visando não apenas o crescimento do Porto, assim como o desenvolvimento da Região Sul catarinense, e das relações comerciais e industriais do estado”, avalia Jamazi Alfredo Ziegler, Diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba.

Segundo a administração do Porto de Imbituba, a expectativa é que em 2019 passem pelo complexo portuário mais de 5,4 milhões de toneladas em cargas gerais, granéis e conteinerizadas. Isso significa que vêm mais recordes por aí, visto que o melhor resultado anual de Imbituba é de 5,2 milhões de toneladas.