Rota da Baleia Franca conclui atividades como projeto e apresenta novidades

Evento de encerramento também apresentou balanço desde 2015

O projeto “Fortalecimento do Turismo de Observação de Baleias no Litoral Catarinense” encerrou as atividades em cerimônia realizada no município de Laguna, no Sesc Cine Teatro Mussi, na tarde dessa terça-feira, dia 18. Além de Laguna, as cidades de Garopaba e Imbituba também integram o projeto, o qual foi idealizado pelo Sebrae/SC, em 2015, com apoio do Governo do Estado, das prefeituras dos três municípios, da Instância de Governança Encantos do Sul e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Por meio do projeto, a Rota da Baleia Franca foi desenvolvida como um produto de ecoturismo, com foco no turismo de observação de baleias, durante a baixa temporada, já que, anualmente, o Litoral Sul catarinense é o destino das baleias francas, no período de julho a outubro. Os animais adultos vêm para reproduzir ou amamentar os filhotes e escolhem a região por conta das temperaturas mais amenas na água. Além disso, o projeto atuou na capacitação de micro e pequenos empresários ligados ao turismo local e no fortalecimento de suas marcas, bem como a promoção do produto turístico que integra os três municípios.

Ao longo de três anos, foram atendidas 558 empresas por meio de mais de 10 mil horas de consultorias, 113 palestras, oito missões empresariais, 60 oficinas, 17 feiras para promoção do destino, entre outros números e resultados apresentados pelo coordenador da carteira de turismo do Sebrae/SC, Alan Claumann. “O objetivo dessas ações é aumentar a atividade econômica na APA (Área de Preservação Ambiental) da baleia franca, sob a ótica dos pequenos negócios, que é o foco do Sebrae”, destacou.

O coordenador regional Sul do Sebrae/SC, Murilo Gelosa, afirmou que “já fizemos muito pela Rota, mas ainda há muito mais para fazer. Queremos ser referência em turismo e observação de baleias, mas, para isso, é necessário o engajamento de todos que, de uma forma ou de outra, fazem parte e estão envolvidos com a Rota. O sucesso desse projeto depende do empenho de todo o trade turístico dessa região”.

Uma das ações de engajamento ocorre por meio do MercadIM. Iniciado em 2015, trata-se de um projeto de economia criativa formado por um coletivo de artesãos e pequenos produtores que atuam na RBF.

Ele incentiva o desenvolvimento de produtos com identidade cultural, ou seja, que promovam as baleias francas, as belezas naturais da região e o turismo na chamada baixa temporada.

“Cultura é tudo aquilo que diferencia um grupo de outro e o envolve, e a cultura pode estar ligada ao turismo e ao artesanato. É isso que trabalhamos junto aos artesãos locais, a singularidade cultural dos trabalhos feitos por eles”, explicou a coordenadora do projeto, Juliana Ghizzo, a analista técnica do Sebrae/SC.

Apoio da Facisc

A Rota da Baleia Franca foi concluída como projeto, mas segue como produto, tendo suas atividades desenvolvidas, a partir do próximo ano, com o apoio da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc). Após negociações entre o Sebrae/SC, a Facisc e as Associações Empresariais (ACI’s) de Laguna, Garopaba e Imbituba, ficou definido que a Rota será um Núcleo Regional e terá o apoio e o acompanhamento do projeto Empreender, programa Sebrae e Facisc, com a garantia da continuidade do associativismo do trade turístico.

“É um feito realmente muito importante para a região como um todo. A RBF terá um núcleo próprio junto à Federação. Temos mais de 500 núcleos setoriais com resultados excelentes e, a partir de agora, reforçamos o apoio aos três municípios por meio da Rota da Baleia Franca”, concluiu o presidente da Facisc, Jonny Zulauf.

Selo Oficial +Turismo

O evento de encerramento ainda contou com a entrega dos Planos de Desenvolvimento do Turismo aos três municípios que integram a Rota, mostrando o resultado da atuação feita pelo projeto junto aos Comitês Municipais de Turismo, um dos critérios para obtenção do Selo Oficial +Turismo, do Programa Nacional de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo (Prodetur), do Ministério do Turismo (MTUR). Imbituba obteve o Selo em setembro de 2018, já Laguna e Garopaba, na data de ontem, também receberam seus selos, estando agora os três municípios, os único no Sul, com os requisitos necessários para a captação de recursos junto ao MTUR.

Destaques
Arquivo
Tags de Notícias

Faça parte desta entidade e tenha acesso às melhores soluções para sua empresa.

Venha fazer parte da ACIM:

ACIM - Associação Empresarial de Imbituba

Rua Nereu Ramos, 815 - Sala 201/A

Centro - Imbituba / Santa Catarina

Telefone: +55 (48) 3255-1415

 

Email: atendimento@acimimbituba.org

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • whatsapp

​© 2020 Todos os direitos reservados. Desenvolvido por

Agência Onde - Tubarão/SC