Votação para o Prêmio Mulheres em Destaque – ACIM Mulher está aberta

Ação do Núcleo de Mulheres Empresárias da ACIM irá homenagear mulheres que são destaque na cidade em Negócios, Terceiro Setor, Educação e Cultura e Esporte

VOTE AQUI

O Núcleo de Mulheres Empresárias da Associação Empresarial de Imbituba – ACIM Mulher está com votação aberta para o Prêmio Mulheres em Destaque. A campanha tem o objetivo de colocar em evidência e homenagear mulheres de Imbituba que são destaque em Negócios, Terceiro Setor, Educação, Cultura e Esporte.

A votação vai até dia 5 de março e basta clicar aqui e a história de cada uma pode ser conferida abaixo. A premiação será no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, em um jantar.

“As mulheres estão presentes e em posições de liderança em diferentes setores da sociedade desenvolvendo ações que às vezes não são percebidas. Precisamos valorizar o trabalho que elas desenvolvem, ou já desenvolveram, como forma de agradecer pela dedicação e transformação para a cidade, ou para a vida de inúmeras pessoas. Um prêmio que valoriza mulheres, coloca as histórias de cada uma delas em evidência e mostra que perto de nós há pessoas incríveis e inspiradoras para também sermos agentes de transformação”, afirma a coordenadora do núcleo, Sarah Medade.

Confira as concorrentes:

CATEGORIA NEGÓCIOS

Ana Paula Martins – Paula Móveis e Decoração

Naturalidade: Imbituba/SC

Atua na área há 10 anos

Formação: Designer de Interiores

Comecei a trabalhar aos 9 anos com venda de Avon e Natura. Aos 12, iniciei em uma vidraçaria para poder ajudar minha mãe. Com 18 anos decidi abrir meu próprio negócio em sociedade com uma amiga, e depois disso não parei mais. Em 2007, quando terminei o curso de Design de Interiores, recebi uma proposta para atuar no meu ramo. Foi onde tive a oportunidade de trabalhar com duas pessoas maravilhosas: Checo e Rozilma. E em 2009, este casal pelo qual sempre tive carinho, fez uma proposta para eu comprar a empresa. Neste mesmo ano, compramos a loja e mudamos de endereço. Agradeço muito a Deus, meus familiares, funcionários e a todos os meus amados clientes, que acreditaram em mim e ajudaram a construir tudo o que tenho hoje. Se não fossem eles, com certeza não teria nada, pois só crescemos quando temos o apoio e carinho do próximo.

Rosane da Silva de Souza - Ótica Nany

Naturalidade: Imbituba

Formação: Técnico em ótica Atua na área há 30 anos

Apaixonada por vendas, enxerga de longe a necessidade do cliente.

30 anos de experiência em vendas e gerencia de óticas em Florianópolis e imbituba.

Atualização constante. "Faça o que ame e não precise trabalhar nunca".

Sílvia Rosa Neu – Sorveteria Beira-Mar

Naturalidade: Imbituba

Formação: Superior incompleto Atua na área há 2 anos e meio

Nunca pensei em ser empresária. Aconteceu naturalmente. O sócio do meu namorado estava saindo da parceria e como eu sempre ajudei no que precisasse, me tornei a nova sócia. Era uma cafeteria em Coqueiros, Florianópolis. Eu, que tinha pouquíssima experiencia profissional, principalmente experiencia na cozinha, corri atras de cursos sobre a área. Após um ano e meio desta minha experiencia, surgiu a vontade de um novo espaço. Assim, voltamos para nossa cidade natal e assumimos a "Sorveteria", dez vezes maior que nossa pequena cafeteria.

Tomázia Gabriel Marques – Restaurante Tartaruga

Naturalidade: Imbituba

Atua na área há 30 anos

O seu sogro Sr. Olavo tinha um bar na Barra de Ibiraquera desde 1981. Em 1987, quanto casou com Pedro Marques abriu um negócio no local onde antes existia o bar. No início faziam lanches e pastéis para vender na praia. Com o crescimento, em 1991 ampliaram a lanchonete e a transformaram em um restaurante. Aos poucos o negócio foi fazendo sucesso e agradando moradores e turistas, fazendo o Restaurante Tartaruga ser hoje uma referência em frutos do mar, na Barra de Ibiraquera e em Imbituba. Durante todo esse tempo, Tomázia atuou como chefe de cozinha, garantindo a qualidade e o sabor dos pratos que se tornaram a marca do restaurante.

CATEGORIA TERCEIRO SETOR

Edite Alves de Medeiros – Associação de Mulheres Raio de Luz

Naturalidade: Imbituba

Formação: Magistério

Atua na área há 30 anos

Em meados de 1990, quando era diretora da Escola Municipal Joaquim Ramos, no bairro Paes Leme, percebeu que evasão escolar das crianças da localidade do Araçá devia-se ao problema da prostituição, o que colocava mulheres e filhos em situação grave de vulnerabilidade social. Conseguiu com o apoio da comunidade, que a prefeitura cedesse uma casa para fazer uma creche. Não havia merenda, então alimentos eram cuidadosamente tratados por voluntários e servidos para as crianças.

Com a solução do problema da evasão surgiu a oportunidade de aproximar-se das mulheres através da espiritualidade. Realizava orações e leituras da Bíblia em piqueniques na praia para estimular a autoestima. Com o surgimento de doenças como o HIV, conseguiu um médico que atendia voluntariamente as mulheres uma vez ao mês. Mesmo assim, as crianças sofriam preconceito ao vir da creche do Araçá para uma escola, então todas foram transferidas para a creche do Centro, para serem integradas. Sendo assim, a antiga casa foi doada à associação Raio de Luz para a continuidade dos trabalhos sociais.

Para resolver o problema da prostituição encontrou como saída a oferta de profissionalização através de aulas de corte e costura, bordados, pintura em tecido, camareira, hotelaria, entre outros, todas oferecidas gratuitamente através de voluntários ou em parceria com o município. Na casa, produzem materiais artesanais como bonecas, toalhas, artigos de decoração que são vendidos e os lucros divididos em 70% para as artesãs e 30% para a associação. A empresa Dudalina envia retalhos e encomendas de bolsas e sacolas que são comprados pela empresa, passando por criteriosos processos de controle de qualidade.

Em 2015 a casa foi condenada pois já era muito antiga e estava prestes a cair. Então com o apoio de muitos amigos e voluntários anônimos foi construída uma casa nova que hoje atende 40 mulheres, além de seus filhos crianças e adolescentes. Possui ainda consultório, duas psicólogas, médico e os equipamentos e materiais necessários para a confecção dos produtos. Para 2017 estão começando o resgate da arte do tear e pretendem fazer uma horta comunitária. De acordo com Edite, cerca de 80% da comunidade está empregada, não existe mais prostituição ali e é um bairro de famílias trabalhadoras como outro qualquer da cidade.

Ivone Lopes – Casa de Repouso

Naturalidade: Imbituba

Formação: Pedagogia

Atua na área há 30 anos

Casada, mudou-se para Florianópolis e voltou para Imbituba em 1988 quando surgiu a oportunidade de o marido Francisco de Oliveira ser gestor na antiga Indústria Carboquímica Catarinense (ICC). Foi presidente do Lions Clube e era voluntária do Lanche da Amizade mas não participava ativamente das reuniões, até que um dia a então presidente Edília Candemil a incentivou muito a participar e Ivone foi eleita para a presidência do grupo. As atividades eram similares a de um grupo de mães, em quem elas faziam artesanato e utilizavam a renda obtida para diversos fins de caridade.

Na época Imbituba não tinha asilo e os idosos que precisavam iam para a cidade de Laguna. Então percebemos essas necessidades e começamos a batalhar por um asilo em Imbituba. Em apenas quatro meses já tínhamos um terreno e lançamos a pedra fundamental. Para conseguir os materiais fizemos uma grande gincana para conseguir os primeiros materiais e a prefeitura, com o prefeito Jerônimo Lopes, ajudou com a mão de obra. Foram 6 anos de construção, cada etapa eram muitos eventos, campanhas com a comunidade.

Em 30 de abril de 1994 a casa foi finalmente inaugurada e em junho chegaram os primeiros idosos. Hoje a capacidade é para 32 idosos, que são atendidos por 17 funcionários, entre eles, enfermeiras, técnicas de enfermagem, assistente social, nutricionista, fisioterapeuta, médico, cozinheiras, lavadeira, serviços gerais e coordenadora. Mesmo com as dificuldades financeiras que enfrentam, sua realização é ver como alguns idosos conseguem se recuperar e ter alguma qualidade de vida. Sua gratidão é imensa por todas as pessoas que as recebem tão bem e colaboram doando o que for necessário.

“Consegui fazer este trabalho criando meus filhos, e me ajudou muito, pois pude mostrar a eles que não poder viver no mundo sem poder ajudar os outros fazendo a caridade. Meu marido sempre me ajudou muito, me dando o suporte necessário, e as voluntárias, que sem elas não seria possível. Temos pessoas de mais de 80 anos que estão guerreando para manter o asilo aberto. E sem a comunidade que sempre doou tudo, seria impossível. Mas vale a pena”

Karina Groch – Projeto Baleia-Franca

Naturalidade: Erechim (RS)

Atua na área há 20 anos

Formação: Doutorado em Biologia Animal

A bióloga, Doutora em Biologia Animal pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Karina Rejane Groch, é gaúcha, natural de Erechim, e fez uma longa e dedicada caminhada em busca de sua realização profissional, participando de renomados Projetos de Conservação da Fauna Marinha como Tamar, Baleia Jubarte e Golfinho Rotador, para em 1996 descobrir as baleias francas em Santa Catarina. Iniciou sua participação no Projeto Baleia Franca como estagiária em 1996, e desde 2005 coordena as atividades de pesquisa científica do PBF. Desde então escolheu Imbituba, na praia de Itapirubá, como sua cidade de coração para viver.

Atualmente é Diretora de Pesquisa da instituição. Fez parte do seu treinamento de pesquisa relacionada 'as baleias franca nos Estados Unidos e Argentina. Obteve os títulos de Mestrado e Doutorado analisando aspectos sobre o comportamento, distribuição e dinâmica populacional das baleias francas no Sul do Brasil. É a primeira pesquisadora brasileira com doutorado dedicado às baleias. De 2003 a 2009 participou do Comitê Científico da Comissão Internacional da Baleia, como integrante da Delegação Oficial do Governo Brasileiro, apresentando à comunidade científica internacional os trabalhos de pesquisa e conservação desenvolvidos no Projeto Baleia Franca.

Desde 2009 é Diretora de Pesquisa do Projeto Baleia Franca, coordenando todas as atividades da Instituição que envolvem prioritariamente ações relacionadas à pesquisa e conservação das Baleias Franca em Santa Catarina. Faz parte do Conselho Gestor da APA da Baleia Franca representando o PBF, e coordena a Câmara Técnica de Conservação da Baleia Franca. Desde 2015 é coordenadora regional do Projeto de Monitoramento de Praias, e Coordena o Monitoramento Aéreo do Projeto de Monitoramento de Cetáceos da Bacia de Santos, condicionantes do licenciamento ambiental da exploração de gás e petróleo no Polo Pré-Sal.

O Projeto Baleia Franca foi criado em 1982, a partir da “redescoberta” das baleias francas no litoral brasileiro com objetivo fundamental, até hoje inalterado, de garantir a sobrevivência e a recuperação populacional da baleia franca em águas brasileiras. Segue duas vertentes principais: a investigação científica e o monitoramento desta população sobrevivente, e a educação e conscientização públicas visando impedir o molestamento dos animais.

Maria de Lourdes Jeremias de Souza (Lurdinha) - Rede Feminina de Combate ao Câncer

Formação: Artes Práticas (professora)

Atua na área há mais de 20 anos

Professora, durante 20 anos, começou a dar aulas antes da faculdade em uma escola isolada em Imaruí e depois foi transferida para a escola da cidade. Em Imbituba trabalhou na Escola Álvaro Catão, Annes Gualberto e Henrique Lage. Exerceu a função de diretora da Escola Henrique Lage por 7 anos, e também do Colégio Coopeimb, por mais 4 anos. No poder público exerceu as funções de Diretora de Cultura e Presidente da Fundação Cultural. Sempre lutou pela educação integral, para que a pessoa seja um cidadão.

Voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer há aproximadamente 20 anos, há 5 está exercendo a função de presidente. Atendem aproximadamente de 250 a 300 exames preventivos. Busca o cuidado com as pessoas pela motivação. Luta pela prevenção ao câncer de mama e de colo de útero. Busca para a equipe qualificação através de capacitações e congressos e passa às mulheres atendidas a importância da prevenção. Realiza palestras e ações públicas, visita em escolas, divulgações na mídia. O alto índice de pessoas com câncer em Imbituba é uma preocupação, com a atenção também ao público mais jovem. Encerra sua gestão em março de 2017, mas continua a fazer parte do conselho fiscal da Rede Feminina Estadual e continuará como voluntária. “Em primeiro lugar o ser humano, o amor ao próximo. Com amor vencemos tudo”.

Niéves Carvalho Fernandes – Pastoral da Criança

Naturalidade: Imbituba/SC

Atua na área há 27 anos

Formação: Área Social

O meu início na Pastoral da Criança foi em 09/07/1990, como Líder e Coordenadora da Comunidade de Paes Leme. Em 1991 assumi também a Coordenação de Ramo do Município de Imbituba, aumentando de duas para seis comunidades de abrangência. Ainda em 1991 foi fundado o Coral Menino Jesus com crianças da Pastoral do Paes Leme e em 1995 os Cantores Arautos com adolescentes e jovens. Minha participação na Pastoral da Criança consta de 27 anos de dedicação e fé, com a missão de desenvolver nas famílias as ações básicas de saúde, educação, cidadania, independente da situação financeira, credo e raça. (João: 10,10)

CATEGORIA EDUCAÇÃO

Leda Soares – Skill Idiomas

Naturalidade: Imbituba

Formação: Graduada em Nutrição, Formação em Letras e Línguas pela Oxford e Cambridge

Htua na área há mais de 30 anos

Começou a dar aulas de inglês para crianças de 5 e 6 anos na própria casa e em 1991 mudou-se para a Inglaterra para viver sua paixão por idiomas, onde estudou e trabalhou. Em 1995 retornou ao Brasil para dar aulas de inglês na primeira escola de línguas da cidade. Em 1997 abriu em Imbituba a Skill com aulas de inglês e espanhol. Desenvolveu projetos em parceria com o município para oferecimento de bolsas de estudo integrais para crianças carentes, projeto que realiza até hoje sem subsídios, atendendo crianças com descontos de 50% a 100%.

Alguns de seus alunos já estudam para ser professores de idiomas. Tem dedicação especial para alunos com algum tipo de deficiência de aprendizagem. Atende cerca de 150 alunos e é a única escola de idiomas da região com registro na Secretaria de Estado de Educação o que garante certificado de qualificação e pontuação em concursos públicos. Incentiva à leitura e a integração entre alunos, famílias e comunidade e valoriza a cultura brasileira no conteúdo, além das experiências de vida para os estudantes.

Maria Aparecida Pamato – Professora

Naturalidade: Tubarão

Exerceu a profissão por 28 anos, 15 dos quais, em três turnos.

Formação: Magistério e Superior em Licenciatura Plena

Cursou o Primário no Grupo Escolar "Henrique Lage". Os Cursos Ginasial e Normal (Magistério) no Colégio Coração de Jesus - Florianópolis -SC. Ingressou no Magistério Estadual em 1961, como Professora Primária, no G.E. Engº Álvaro Catão e, posteriormente,no G.E. Henrique Lage.Na Escola Básica "Henrique Lage", e no Colégio Engº Annes Gualberto, lecionou para os Cursos: Normal Regional, Ginásio Normal e Normal (Ensino Médio), quando também, entre outras, as Disciplinas: Didática, Prática do Ensino e Legislação.


Em 1975, diplomou-se em Licenciatura Plena (Português-Inglês) -Tubarão, permanecendo na E.B.H.L. as duas Disciplinas, para 7ª e 8ª séries. Como Delegada, participou, em Lages, do Congresso Estadual da Democratização do Ensino (1985). Nesse mesmo ano, recebeu do Governo do Estado de Santa Catarina o Prêmio "Mérito Funcional".Em 1985, foi eleita para a Direção da E. B.H.L, para dois mandatos (1986-1987). Requereu e recebeu sua merecida aposentadoria no final de 1988.

Maria Ieda Monteiro – Uniasselvi

Naturalidade: Planalto - RS

Atua na área há mais de 30 anos

Formação: Mestre em Educação

Iniciou na educação ainda adolescente, no antigo mobral e catequese. Trabalhou como professora em cursinhos, ensino médio, educação Infantil nas disciplinas de química e física. Fez parte da implementação da primeira proposta curricular do Estado de Santa Catarina em Química e Matemática. Ministrou cursos de capacitação para toda a rede Estadual de Química e Matemática. Está há 11 anos trabalhando com Ensino a Distância com a Uniasselvi, sempre preocupada e em busca de entregar uma educação e ensino de qualidade.


Michela Freitas – Ex-secretária de Educação

Naturalidade: Imbituba

Atua na área há 20 anos

Formação: Professora de Educação Física

Michela Freitas, 44 anos nascida em Imbituba, mãe de três filhos, Julia, André Luis e Francisco. Formada na UFSC - Universidade Federal de santa Catarina no ano de 1997, atuo na área da Educação há 20 anos. Me efetivei no município em 2002-2004 lecionando a disciplina de Educação Física. Em 2005-2008 fui convidada para trabalhar na Fundação de Esportes. Entre 2009-2012 exerci a fundação de Diretora de Esportes. Entre 2013-2016 trabalhei como Secretária de Educação. Em 2017 inicio o desafio na Câmara de Vereadores, sendo eleita com 1113 votos.

CATEGORIA CULTURA E ESPORTE

Bianca Daimoni (Bibi) – Atleta de Muay Thai e MMA

Naturalidade: Imbituba

Atua na área há 7 anos

Formção: Lutadora profissional MMA e Muay Thai

Atleta de MMA, treino Muay Thai, Jiu-jítsu e Wrestling. Durante o dia me dedico aos meus treinos e a noite trabalho como segurança. Participo de eventos nacionais e sou atual Campeã Brasileira de Muay Thai. Participei de 8 lutas de MMA, 12 de Muay Thai e algumas de Jiu-jiu-jitsu. Treino em busca de um sonho... chegar ao topo entre as melhores do mundo!

Glaucia Maindra – Bibliotecária - Biblioteca Pública Municipal

Naturalidade: Imbitubense

Atua na área há13 Anos

Formação: Biblioteconomia

A cultura me move intensamente há 13 anos, essa relação acontece em especial pelas memórias, raízes, saberes e encantamentos. Neste processo duas mestres impulsionaram esse amor, para elas toda gratidão. Participou do PROLER Blumenau e integra a Rede de Leitura Inclusiva Santa Catarina. Atua na Biblioteca Pública de Imbituba desde 2012, onde coordena o projeto Tenda Literária, realizado nas praias da cidade. Conselheira Municipal de Política Cultural há quatro anos em Imbituba. Membro da Câmara Setorial do Livro e Leitura/Santa Catarina, Integrante do GEBP - Grupo Especializado em BibliotecasPúblicas da ACB - Associação Catarinense de Bibliotecários de Santa Catarina, e Membro do Colegiado Setorial do Livro, Leitura e Literatura do CNPC- Conselho Nacional de Política Cultural.

Joelma Guimarães – Academia Corpo e Arte

Naturalidade: Imbituba

Atua na área há 30 anos

Formação: Superior em Administração e Educação Física

Formada em Educação Física e Administração com aperfeiçoamento em Gestão de Pessoas e Liderança.

Proprietária da Academia Corpo e Arte, atua em diversas modalidades como ginástica, alongamento, musculação, pilates, treinamento funcional e personalizado, Ballet Clássico, Jazz e Zumba.

Idealizadora dos métodos Bike, Bike Up e Personal Class. Fundadora da Cia Imbitubense de Dança, um projeto social que atende crianças e jovens da região. Organizadora dos Cruzeiros Fitness Costa Cruzeiros.

Helena Dalbosco – Maestrina

Naturalidade: Imbituba

Atua na área há 15 anos

Formação: Graduação em música com bacharelado em piano e especializando em musicoterapia

Imbitubense, teve contato com música desde o 5 anos de idade. Estudou música desde então e com a influência da família extremamente música, decidiu seguir por esse caminho tornando-se profissional através da graduação em música.

Ainda na faculdade fez curso de regência e desde novembro de 2014 é regente da Associação Coral de Imbituba.

Atua na área de música para eventos desde os 13 anos e há 10 anos é professora de piano, teclado, musicalização infantil, canto e teoria musical, atuando em renomadas escolas em florianópolis e em seu próprio espaço em Imbituba. Em 2016, iniciou especialização em musicoterapia onde pretende aperfeiçoar seus conhecimentos para ajudar as pessoas através da música.

Helena Machado - Escritora

Naturalidade: Imbituba

Atua na área há 10 anos

Formação: Comunicação Social - Habilitação em Publicidade e Propaganda

Helena Machado tem 27 anos, é bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda e trabalha com marketing, redação e revisão textual há mais de dez anos. Presta serviços voluntários para a Associação Lanche da Amizade, mantenedora da Casa de Repouso Imaculada Conceição, na área de comunicação; e para a Associação de Surf de Imbituba (ASI), na qual atua como Diretora de Marketing e Comunicação em prol do desenvolvimento social e econômico através do esporte.

Sua contribuição para a Cultura dá-se através da escrita e publicação de textos diversos desde 2009, por meio dos quais busca fazer a diferença onde quer que esteja. Defende em tudo o que pode, em todas as línguas e linguagens, sua terra natal. Em 2016, participou do livro "Coletânia ALI - Academia de Letras de Imbituba e Convidados". Convidada a integrar esta Academia desde então, aguarda a publicação do seu primeiro livro de poesias, “Das amizades que eu não fiz”, a ser lançado em março deste ano.

Destaques
Arquivo
Tags de Notícias

Faça parte desta entidade e tenha acesso às melhores soluções para sua empresa.

Venha fazer parte da ACIM:

ACIM - Associação Empresarial de Imbituba

Rua Nereu Ramos, 815 - Sala 201/A

Centro - Imbituba / Santa Catarina

Telefone: +55 (48) 3255-1415

 

Email: atendimento@acimimbituba.org

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • whatsapp

​© 2020 Todos os direitos reservados. Desenvolvido por

Agência Onde - Tubarão/SC