Porto de Imbituba lança livro infantil sobre a baleia-franca


O Porto de Imbituba realizará na próxima quinta-feira (8) a cerimônia de lançamento do livro infantil “A Grande Tempestade”. A obra consagra a conclusão do Projeto “Mar de Letras, iniciativa que envolveu os estudantes da Escola Básica Municipal Joaquim Ramos em uma jornada de aprendizagem sobre conservação da biodiversidade e a história portuária de Imbituba.

O evento acontece na própria escola, às 15h30, e premiará os alunos do 3º ao 9º ano envolvidos na criação da obra (texto e ilustrações). O projeto é uma parceria do porto com a prefeitura local e a empresa Acquaplan, que executa o Plano de Controle Ambiental da SCPar Porto de Imbituba.

O livro infantil tem a intenção de promover e inspirar atitudes em favor da conservação da vida selvagem, através de informações ambientais apresentadas de forma lúdica e envolvente. “Ao longo do projeto, buscamos construir um conhecimento junto às crianças que pudesse traduzir conhecimentos científicos sobre as baleias-francas, grandes protagonistas da história, em peripécias e interações entre os trabalhadores portuários e os animais marinhos. O resultado ficou incrível”, destaca Robson Busnardo, gerente de meio ambiente da SCPar Porto de Imbituba.

O livro será distribuído para as escolas e bibliotecas de Imbituba e fará parte das ações de educação ambiental realizadas aos visitantes mirins do Porto de Imbituba.

Sinopse

Nessa incrível aventura, a baleia-franca Mari e sua filhote Fran percebem a aproximação de uma grande tempestade enquanto descansam nas praias de Imbituba. Elas arriscam suas vidas para ajudar os trabalhadores portuários a enfrentar a tormenta que estava a caminho. Depois desse feito, os laços de amizades entres homens e baleias se mantêm, mesmo após muitos anos, quando se reencontram em uma situação especial e emocionante.

Durante as migrações reprodutivas, a filhote Fran se depara com inúmeros aprendizados, os quais nos levam a refletir sobre o delicado equilíbrio da vida marinha e como as nossas ações terrestres podem prejudicar ou proteger esse ambiente tão especial.

O Projeto

O Projeto “Mar de Letras” foi realizado entre março e maio deste ano com um grupo de estudantes da Escola Básica Municipal Joaquim Ramos. Ao longo de três meses, a equipe do porto ensinou e sensibilizou 11 crianças e adolescentes do 5º ao 9º ano, através do curso Educação Ambiental e Conservação da Biodiversidade Marinha. O grupo formado por alunos voluntários participou de atividades semanais no contraturno escolar, as quais incluíram dinâmicas em sala de aula e expedições ao complexo portuário e aos ecossistemas costeiros da região – trilha de Itapirubá, Museu das Conchas e Instituto Australis/Projeto Baleia Franca.

A elaboração do livro teve como base os conhecimentos construídos durante as aulas e nas expedições. Para a produção da obra, os participantes do projeto se reuniram em três grupos e escreveram três propostas de história: A Baleia Que Pensava Ser Um Golfinho; A Grande Tempestade; Duas baleias e um amor. Uma comissão de avaliação elegeu a narrativa A Grande Tempestade para ser transformada em livro. Concomitantemente, as ilustrações foram selecionadas a partir de uma mostra de desenho realizada na escola parceira do projeto, com turmas do 3º ao 9º ano, envolvendo 27 estudantes.